Recolocação profissional: o que é?

Em Direitos no emprego por André M. Coelho

A recolocação profissional é uma profissão ou agência que ajuda os indivíduos desempregados a encontrar trabalho ou profissionais a mudarem suas carreiras, ou conseguirem um emprego melhor.

Uma agência de recolocação no trabalho também fornece um serviço aos empregadores, dando-lhes trabalhadores qualificados para trabalhos de contrato ou posições disponíveis. Uma agência de recolocação no trabalho está aberta para quem procura encontrar um trabalho adequado com base na experiência e habilidades anteriores de trabalho.

O que é recolocação profissional?

A recolocação profissional é uma profissão ou agência que ajuda os indivíduos desempregados a encontrar trabalho, profissionais já empregados a mudarem de carreira, ou profissionais já empregados a encontrarem uma posição melhor de trabalho. Uma agência de recolocação profissional também fornece um serviço aos empregadores, dando-lhes trabalhadores qualificados para trabalhos de contrato ou posições disponíveis.

Geralmente, são empresas baseadas em serviços que oferecem dois tipos principais de serviços: um é dirigido ao candidato a emprego e o outro a um empregador que procurava contratar novos trabalhadores.

A agência de recolocação profissional funciona como um intermediário no processo de contratação, entrevistando o funcionário para encontrar um local adequado de emprego, onde as habilidades e experiência do candidato beneficiariam a empresa ou a posição em questão.

O objetivo geral da agência de recolocação profissional é fornecer a empresa e o candidato a emprego com o melhor ajuste possível com base na personalidade, experiência e habilidades.

Recolocação profissional no trabalho

A recolocação profissional é uma forma de encontrar uma boa forma de lidar com uma nova posição de trabalho em uma nova área. (Imagem: smartgrowinfotech)

Como atua a empresa de recolocação profissional?

As agências de recolocação profissional geralmente realizam uma entrevista básica de emprego com os candidatos a emprego para aprender mais sobre suas habilidades, experiência, educação e escolhas de carreira. As informações são mantidas no arquivo até que uma posição de trabalho seja aberta que se adapte às preferências e experiência do candidato.

Algumas agências de recolocação profissional pedirão aos candidatos a emprego para realizar testes em computadores para avaliar as habilidades técnicas ou linguísticas do candidato, conforme descrito no currículo. Isso é feito como uma precaução para garantir que as informações sobre o currículo estejam corretas e que o empregador obtenha o candidato certo.

Quais as vantagens da recolocação profissional?

O funcionário se beneficia de uma agência de recolocação profissional, obtendo um trabalho onde sua experiência e habilidades de trabalho anteriores são usadas. Muitas pessoas optam por usar empresas de recolocação profissional para encontrar empregos que permitam que eles usem habilidades específicas e graus acadêmicos, em vez de se candidatar a empregos que possam estar prontamente disponíveis.

Embora alguns empregos só possam ser temporários ou contratam posições, muitas pessoas optam por ir com eles para construir seus currículos dentro de um campo ou indústria escolhido.

Benefícios para o empregador de uma agência de recolocação profissional

Um empregador assina para um serviço de recolocação profissional quando uma posição se torna disponível no negócio. Um dos principais benefícios para o empregador é que a empresa não precisa gastar tempo entrevistando potenciais candidatos ou lançar campanhas de disponibilidade de emprego. Isso economiza tempo, dinheiro e recursos para o empregador.

Quando o candidato selecionado pela empresa de recolocação profissional entra na posição do trabalho, ela já terá habilidades e experiência relevantes, o que pode encurtar o período de treinamento para o empregador.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário