Ergonomia da mesa de trabalho: medidas, altura e avaliação!

Em Comportamento profissional por André M. Coelho

A maioria de nós tende a nos posicionar de uma maneira que nos faz sentir mais confortável porque o que é melhor deve ser melhor, certo? Bem, isso não é verdade.

Não conseguir tomar precauções ergonômicas quando se trata de sentar por um longo período de tempo pode resultar em vários distúrbios musculoesqueléticos e impactar seriamente nossa saúde. Então como resolver o problema?

A importância da ergonomia da mesa de trabalho

O trabalhador médio de escritório gasta uma média de 1.700 horas por ano na frente da tela do computador – que compõe mais de 70 dias sentado em uma mesa. A maioria de nós tende a nos posicionar de uma maneira que nos faz sentir mais confortável porque o que é melhor deve ser melhor, certo? Bem, isso não é verdade – não consegue tomar precauções ergonômicas quando se trata de sentar por um longo período de tempo pode resultar em vários distúrbios musculoesqueléticos e impactar seriamente nossa saúde.

Todos os anos, são milhões dias úteis são perdidos como resultado de distúrbios musculoesqueléticos e geralmente progredim durante um período de tempo, especialmente naqueles que tendem a suportar posições sentadas prolongadas ou movimentos repetitivos.

Os sintomas dos problemas causados pela falta de ergonomia incluem a dor recorrente, articulações duras, dores de disparo, inchaço, dores maçantes e perda de força. Eles podem afetar qualquer parte importante do sistema musculoesquelético, mas mais frequentemente afeta as costas, pescoço e ombros. A pesquisa descobriu que a dor lombar é a deficiência relacionada ao trabalho mais comum do mundo.

Ergonomia do escritório

A ergonomia da tela é o principal ponto, importante para uma melhor postura e conforto no trabalho. (Imagem: McClure Ergonomics)

Como respeitar os aspectos ergonômicos da mesa de trabalho?

O risco de distúrbios musculoesqueléticos aumenta com a idade, mas pessoas de qualquer idade podem experimentá-las devido a outras condições, como má postura. A melhor maneira de impedir que o início dos distúrbios musculoesqueléticos no ambiente de escritório no local de trabalho seja com ergonomia.

O que é ergonomia?

A ergonomia é o processo de projetar ou organizar móveis, produtos, sistemas e dispositivos para que eles se encaixem nas pessoas que os usem para minimizar o risco de lesão ou danos como resultado. O objetivo é criar um espaço de trabalho confortável, seguro e produtivo, reunindo saúde e design, com posicionamento e ajuste baseado em coisa como:

Tamanho do corpo

Altura

Força

Habilidade

Velocidade

Habilidades sensoriais (visão, audição)

Medidas de ergonomia

Os retângulos brancos são as medidas que precisam ser consideradas para a melhor ergonomia no ambiente de trabalho. (Imagem: Pinterest)

Como aplicar a ergonomia correta?

Todo indivíduo é diferente, então a melhor maneira de educar e aplicar ergonomia correta é com uma avaliação pessoal da estação de trabalho. Não há uma solução única para todas as pessoas, então é preciso investigar cada pessoa para determinar suas necessidades. Isso pode ser feito por um especialista, ou um membro da equipe designado que assume o treinamento apropriado. Pode ser feito por calculadoras, como essa da Ergotron.

Vamos resumir um pouco o que deve ser feito na ergonomia do ambiente de trabalho:

1. Ajustes de cadeira

Um funcionário deve ser mostrado como ajustar sua cadeira, que precisa estar em uma altura confortável com os pés deitados no chão e nos joelhos como em um ângulo de 90 °. As costas do indivíduo devem ser apoiadas pela panela de trás e no banco, de preferência com uma cadeira com suporte lombar. O usuário deve se sentar direto no assento e ser encorajado a tirar pausas regulares da tela e andar pelo escritório, mesmo que isso seja para ir até a cozinha para tomar um café.

2. Monitor de computador

A tela de um funcionário deve ser ajustada para que os olhos estejam níveis ou ligeiramente superiores ao topo do monitor, para limitar o requisito de movimentos excessivos do pescoço. Também deve ser posicionado em um comprimento de armas longe do usuário.

3. Teclado e mouse

O mouse do computador deve estar confortavelmente ao alcance do usuário, com os antebraços, pulsos e mouse paralelos à mesa. Os pulsos devem estar em uma posição neutra e é melhor assistido por um suporte de pulso ou palma. O teclado deve ser ligeiramente inclinado e também a uma distância confortável.

4. Outros acessórios

Qualquer equipamento usado pelo funcionário não deve exigir posturas ou movimentos tensos, repetitivos ou desajeitados. Isso inclui telefones, fones de ouvido, grampeadores e calculadoras, por exemplo.

O que fazer se você estiver experimentando um problema de ergonomia no trabalho?

Se você está enfrentando sintomas de um distúrbio musculoesquelético, como dor, pescoço ou dor no ombro, então você deve visitar um ortopedista. Você provavelmente será encaminhado a um fisioterapeuta, mas isso pode levar semanas e até meses. Eles te darão dicas para a melhor postura e ergonomia, o que vai reduzir suas dores e problemas.

Como você trabalha a ergonomia no trabalho? Como fez seu ambiente ficar mais ergonômico?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário