O que é home office?

Escrito na categoria "Comportamento profissional" por André M. Coelho.

O home office é a palavra em inglês para escritório em casa. Além de ser uma nova forma de organização do trabalho moderno, o home office tem também relação com a legislação que foi feita para o teletrabalho. Vamos explicar um pouco melhor o que é o home office e como ele funciona na prática do trabalho moderna.

O que é o home office?

Um escritório em casa ou home office é um espaço designado na residência de uma pessoa para fins comerciais oficiais. O termo também pode ser usado para descrever a sede corporativa administrativa de uma grande empresa, como o Home Office de uma grande corporação localizada em uma cidade particular.

Em palavras simples:

O home office é um espaço designado na residência de uma pessoa para fins comerciais oficiais.

Escritórios caseiros são configurados por pessoas que trabalham em casa, sejam elas autônomas ou telecommute.

Com os custos que aumentam, muitas pequenas empresas se tornaram dependentes do espaço de escritório em casa.

E com a Internet e outros recursos disponíveis, trabalhando em casa como autônomo ou um pequeno empresário é muito mais acessível e uma opção mais viável.

Funcionamento de home office

O home office é o trabalho de casa, em um ambiente em que a pessoa trabalha remotamente para diversas finalidades. (Imagem: Bynd)

Como é o home office?

Escritórios caseiros são configurados por pessoas que trabalham em casa, sejam elas autônomas ou que trabalham em teletrabalho. Um escritório em casa também pode descrever a sede de uma grande empresa.

À medida que mais pessoas elegem e são permitidas por seus empregadores trabalharem em casa, os escritórios em casa se tornaram parte de nossas vidas cotidianas. Alguns podem ser autônomos, enquanto outros podem trabalhar com uma empresa que permita que eles façam seu trabalho sem se deslocar para o escritório.

Com os custos que aumentam, muitas pequenas empresas se tornaram dependentes do espaço de escritório em casa. Alugar e fornecer um espaço de escritório profissional tornou-se dispendioso, especialmente em grandes áreas metropolitanas, como cidade de Nova York, Chicago e Los Angeles. A fim de reduzir os custos, muitos empreendedores podem optar por converter espaços em suas próprias casas – um quarto completo ou um canto de suas cozinhas – no espaço do escritório.

E com a Internet e outros recursos disponíveis, trabalhando em casa como autônomo ou um pequeno empresário é muito mais acessível e uma opção mais viável. Por exemplo, um fornecedor pode optar por configurar a loja em sua própria casa, em vez de pagar para alugar um escritório tradicional e outros equipamentos relacionados. Eles podem ter uma área de escritório separada em sua casa, onde mantêm arquivos, registros do cliente e quaisquer outras informações relacionadas ao seu negócio.

As pessoas que trabalham em certas indústrias profissionais também podem optar por configurar escritórios em casa. Estes incluem consultores, advogados, contadores e agentes imobiliários. Eles podem optar por usar o espaço simplesmente para trabalhar sozinhos ou até mesmo reunir-se com clientes em seus espaços de escritório em casa.

Da mesma forma, o aumento do trabalho remoto também ajudou a impulsionar a popularidade do escritório em casa. Certas empresas podem oferecer aos funcionários a chance de trabalhar remotamente de casa (ou outros locais), economizando tempo e dinheiro.

Muitas empresas oferecem aos funcionários o benefício do home office. O trabalho remoto tornou-se popular em certas indústrias, como mídia, recursos humanos e recrutamento, contabilidade, finanças e imóveis. Isso se tornou uma grande parte da cultura do local de trabalho, graças em parte ao rápido desenvolvimento da tecnologia informática e acesso pronto à Internet. O aumento do custo dos grandes espaços de escritórios também contribuiu para o aumento do trabalho remoto.

De acordo com uma pesquisa da CDW Corporation, um fornecedor líder de soluções tecnológicas, 41% das pessoas que receberam a opção de trabalhar em casa estavam felizes com seus empregos, comparados a apenas 27% dos funcionários que trabalharam no Office.

Vantagens e desvantagens de um sistema home office

Muitas pessoas acham trabalhando de um escritório em casa benéfico por várias razões. Primeiro, ele corta o tempo de viagem, que pode ser frustrante, demorado e dispendioso. Alguém que trabalha em casa em tempo integral pode economizar muito anualmente em despesas relacionadas à viagem e outras despesas.

Segundo, reduz a necessidade de se vestir formalmente. E muitas vezes permite que o funcionário gerencie o trabalho em sua própria programação. Tudo o que significa um melhor equilíbrio de vida profissional, o que pode levar a uma melhoria na saúde e bem-estar geral do funcionário.

Isso também resulta em mais economia de custos para os empregadores, seja em dólares ou em produtividade.

Apesar de todos os benefícios, pode haver algumas armadilhas para trabalhar em casa. Estar em casa enquanto está no relógio significa ter que se distanciar do seu próprio espaço pessoal e todas as outras distrações. Família, entretenimento e outras tentações podem mantê-lo longe de fazer o seu trabalho.

Legislação de home office

A MP 927 de 2020 reduziu a burocracia e facilitou para o empregador lidar com o home office. Assim, o home office pode ser implementado mesmo sem previsão ou adição ao contrato de trabalho. Isto é para o home office transitório. No caso permanente, o home office deve constar no contrato de trabalho. Despesas que são repostas pela empresa devem constar em contrato. A obrigação é que o contratante precisará fornecer os devidos equipamentos para o funcionário exercer seu trabalho.

O trabalhador em home office não precisa receber vale transporte. Porém, quanto ao vale refeição e vale alimentação, a questão está em aberto, e a recomendação é geralmente continuar pagando normalmente.

O horário de trabalho e horas extras segue o mesmo padrão do horário padrão de trabalho. O pagamento das horas extras, no entanto, pode ser diferente, e depende de como a empresa estabelece a carga horária: por metas, produtividade, horas, etc. Só que no caso de computação de trabalho por horas, as horas extras seguem as mesmas regras do trabalho presencial.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário