O que é DV na carteira de trabalho?

Escrito na categoria "Direitos no emprego" por André M. Coelho.

A Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS é documento obrigatório para quem irá prestar qualquer tipo de serviço, seja na indústria, comércio, agricultura, pecuária ou mesmo o trabalhador doméstico.

Para modernizar o acesso, a carteira de trabalho digital foi lançada pelo Governo Federal. Para acessar o documento, você deve baixar o aplicativo gratuito na loja online (Apple Store para dispositivos iOS e Play Store para dispositivos Android). Ou você pode acessar pela web, pelo site do Governo Federal.

Pode ser necessário saber identificar algumas informações na carteira de trabalho quando for solicitado, como o DV. Vamos esclarecer como fazer essa identificação corretamente.

Quais são as informações da carteira de trabalho?

Toda carteira de trabalho emitida no Brasil terá as seguintes informações:

Remuneração: o valor do seu salário sendo pago pelo empregador

Férias: informações sobre períodos de férias e pagamentos com data de início e término das férias

Décimo terceiro salário: datas de pagamento do 13º salário

Seguro-desemprego: direito ao Seguro Desemprego quando o trabalhador é mandado embora

Pagamento do FGTS: valores pagos para o FGTS do trabalhador

Aposentadoria: caso o trabalhador tenha dado entrada na aposentadoria

Descanso Semanal Remunerado (DSR): valores pagos pela DSR

Licença maternidade ou paternidade: prazo de licença com data de início e término

Nome completo e dados pessoais: CPF, RG, digital, foto, e outras informações pessoais

Número da carteira de trabalho NIT, PIS/PASEP: o NIT e o PIS/PASEP são os mesmos números na carteira de trabalho.

Cargo: o cargo que o trabalhador exerce atualmente

Data de admissão: data de início no emprego

Inclusão ou exclusão de dependentes: quando o indivíduo tem dependentes, devem ser adicionados a carteira de trabalho.

Registro de acidentes de trabalho: caso o profissional sofra um acidente de trabalho, o mesmo deverá ser registrado na carteira de trabalho.

Outras anotações e registros podem também ser feitos na carteira de trabalho.

Carteira de trabalho e DV

Encontre e identifique a DV na carteira de trabalho para quando for necessário. (Imagem: Folha do Bico)

DV: o que significa na carteira de trabalho?

DV é uma sigla para Dígito Verificador. Diversos documentos, produtos do mercado financeiro, entre outros utilizam do DV junto de uma fórmula matemática para garantir que o documento/boleto/cartão é original. Este cálculo protege, verifica e autentica o documento, garantindo que não é uma carteira falsificada.

O DV pode ser encontrado nas primeiras páginas da carteira de trabalho.

Classificação Brasileira de Ocupação ou CBO na carteira de trabalho

Todos os países desenvolvidos possuem um tipo de classificação para as atividades laborais dos trabalhadores. No Brasil, ela é feita pela Classificação Brasileira de Ocupação, conhecida pela sigla CBO. Na contratação, é necessário que o empregador forneça a CBO ao funcionário. Este número é definido pelo Ministério do Trabalho. Serve para uma série de questões mas, principalmente, como fonte de informação para o Governo sobre os trabalhadores brasileiros.

NIS ou NIT na carteira de trabalho

NIS é uma sigla para Número de Identificação Social, e NIT é sigla para Número de Identificação do Trabalhador. Este número de registro usado para o pagamento de benefícios sociais. Tais benefícios incluem o FGTS, Bolsa Família, PIS/PASEP, entre outros.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas. Nosso espaço está sempre aberto para todos e sua participação é muito bem vinda. Pode deixar elogios, críticas, sugestões, e mais. Vocês nos ajudam a deixar o blog cada vez mais informativo!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário