Como adquirir o PIS pela primeira vez?

Escrito na categoria "Direitos no emprego" por André M. Coelho.

O PIS (Programa de Integração Social) e a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) são tributos federais que incidem sobre o faturamento das empresas. O PIS destina-se ao financiamento do sistema de seguro-desemprego e a COFINS ao financiamento da Previdência Social.

Também conhecido como abono salarial, vários trabalhadores tem direito ao saque do PIS anualmente, e entender como sacar estes recursos pode proporcionar um bom alívio financeiro.

Quem tem direito ao PIS?

O abono salarial é um direito dos trabalhadores que receberam uma média de até dois salários mínimos mensais com carteira assinada. Também é um direito de quem exerceu alguma atividade remunerada por, pelo menos, 30 dias no ano anterior.

É necessário estar inscrito no programa há, pelo menos, 5 anos, e a empresa na qual o cidadão trabalha deve ter informado corretamente as informações do trabalhador para o governo.

Pagamento do PIS

O PIS é um benefício que pode dar um bônus ótimo para suas finanças, e se é sua primeira vez, é preciso de alguns passos para conseguir o benefício. (Foto: Jornal Contábil)

Como cadastrar o número de PIS?

As empresas são responsáveis por fazer o cadastro do PIS dos funcionários pela internet. O registor é feito através do cadastro NIS (número da carteira de trabalho), e pode ser realizado online ou em lote pelo Conectividade Social – CNS. Assim, o empregador poderá informar tudo que é necessário ao governo, e o empregador poderá sacar o PIS quando tiver direito.

Como adquirir o PIS pela primeira vez?

Atendendo aos requisitos que descrevemos mais acima, o trabalhador terá direito ao saque do PIS dentro do calendário informado anualmente pela CAIXA.

Para realizar o saque, seja pela primeira vez ou não, o trabalhador pode fazer de duas maneiras.

Com o Cartão Cidadão: Com o cartão cidadão e a senha cadastrada em mãos, o trabalhador pode ir direto em u terminal de autoatendimento da CAIXA ou casa lotérica para realizar o saque.

Sem o cartão cidadão: o valor pode ser recebido diretamente em uma agência da CAIXA, na boca do caixa. O trabalhador precisa apresentar documentos de identificação, como carteira de identidade e carteira de trabalho, para realizar o saque.

O que fazer com o dinheiro do PIS?

Você tem algumas opções do que fazer com o dinheiro que sacar do PIS. A pior coisa que você pode fazer é colocar esse montante fixo em sua conta corrente. Se você deixar dinheiro extra em uma conta corrente, ele vai ser gasto. Em vez disso, coloque-o em uma conta poupança, cofrinho, sob um colchão ou onde for menos provável que você gaste acidentalmente.

1. Fundo de emergência

Eu sou um grande fã de ter pelo menos um salário guardados em um fundo de emergência e até mais se você puder. Especialmente se você está pagando dívidas, você precisa desta pequena rede de segurança para evitar que seus esforços saiam do caminho. Você vai querer ainda mais apoiado quando estiver livre de dívidas. Não é uma questão de “se” uma emergência irá surgir, mas de “quando”. Portanto, se você tiver pelo menos uma pequena quantidade reservada, poderá lidar com essa crise sem usar plástico para resolver seus problemas.

2. Pagamento de dívidas

Recomendamos fortemente que você opte por pagar a dívida com quaisquer fundos adicionais que receber. Posso atestar que não é absolutamente divertido gastar o dinheiro de presentes pagando dívidas, mas é ótimo para se livrar do débito. Isso te dará o ímpeto de sucesso e também entregará quando uma dívida foi paga para rolar para a próxima dívida maior.

3. Compras de necessidades

As toalhas têm furos? Precisa de um novo par de tênis de corrida? As crianças não cortam o cabelo há 6 meses? Não há problema em gastar com coisas de que você realmente precisa. E se você usar fundos inesperados para cobrir essas despesas (especialmente enquanto você está se livrando das dívidas e canalizando toda a sua energia para esse objetivo), isso pode ser um ótimo ajuste. Pesquise, certifique-se de fazer o melhor negócio e, acima de tudo, fale com seu cônjuge sobre as compras que você realmente precisa.

Se você fez um pouco de tudo o que foi descrito acima, não há problema em esbanjar um poucoou até mesmo economizar. Vá jantar fora ou compre um novo par de sapatos bonitos. Ou melhor ainda, dedique parte ou todo o dinheiro a uma meta de economia de longo prazo, como ótimas férias ou um carro novo. Você não terá a pressa de compra instantânea, mas estou apostando um dólar por um buraco em um donut que você aproveitará ainda mais a gratificação atrasada. Também é importante considerar dar uma parte do dinheiro. Sempre que somos generosos com o que nos foi dado, o dinheiro perde seu poder sobre nós e torna o mundo um lugar melhor.

O que vocês fazem com o PIS? Como usam estes recursos?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário