O Guia de Recolhimento da União é uma forma de pagamento de impostos e taxas federais no Brasil. A GPS, ou Guia de Previdência Social, é diferente de uma GRU (Guia de Recolhimento da União). O pagamento e recolhimento da GPS é necessário para garantir os direitos da Previdência Social. Quando há algum atraso, o cálculo deve ser feito atualizando a guia para o pagamento correto.

Cálculo de atraso da GPS: passo a passo

O sistema do Ministério da Fazenda faz o cálculo automático da GPS, mesmo as em atraso, pelo site do Sistema de Acréscimos Legais, ou SAL.

Passo 1: Faça login no site do SAL, escolhendo a opção que corresponde ao trabalhador da GPS que precisa do cálculo.

Passo 2: clique no item Módulos.

Passo 3: escolha a categoria na qual a GPS se encaixa.

Passo 4: insira o NIT/PIS/PASEP do trabalhador para qual a GPS será recolhida. Informe o código de segurança e confirme.

Passo 5: o cálculo é feito automaticamente, e a GPS é disponibilizada para impressão.

Cálculo de GPS atrasada em mais de 5 anos

A GPS, quando atrasada em mais de 5 anos, tem uma diferente forma de cálculo. O valor para pagamento não poderá ser escolhido, e vai se basear em critérios específicos.

No cálculo dos atrasos com mais de 5 anos, o profissional fará o pagamento correspondente a 20% da média de 80% das últimas contribuições para cada mês atrasado. Isso corresponde a juros de 0,5%, e multa no valor de 10% com base nos valores de contribuição.

Atualização de guia GPS

Atualize a GPS para o pagamento dos valores corretos e atualizados. (Foto: Papelaria Art Nova)

Exemplo para atualizar guia GPS em atraso com mais de 5 anos

Um trabalhador qualquer atrasou o pagamento da GPS em 10 meses. Sua média de contribuição durante o período foi de R$2500.

Para calcular este valor, então calculamos os seguintes valores:

20% da média das 80% maiores contribuições: R$500

0,5% de juros: R$250

10% de multa: R$50

Posso parcelar GPS em atraso?

Sim. Quem tem GPS em atraso para pagar pode fazer uma renegociação através do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal, também conhecido como e-CAC. Você também ode ir até uma unidade de atendimento da Receita Federal, mas é mais prático e rápido fazer online. Faça login com seu CPF ou CNPJ no e-CAC da Receita Federal e comece os passos para renegociar sua dívida.

Você poderá só parcelar dívidas que tenham um limite máximo de R$500 mil por parcelamento. Porém, pode ser feito mais de um parcelamento para as dívidas.

Não há desconto nas multas, nem nos juros das dívidas. Porém, o contribuinte poderá dividir a dívida em até 60 meses.

Como pagar uma dívida previdenciária?

Uma dívida previdenciária pode ser paga com um planejamento financeiro bem estruturado. Não recomendamos que você pegue um empréstimo para pagar dívidas previdenciárias, pois irá pagar os juros e multa da dívida e do empréstimo.

A melhor forma de pagar a dívida é mesmo a renegociação, estendendo ao máximo o prazo de pagamento para diluir os valores e tornar possível que suas finanças sejam capazes de pagar as contas.

Esperamos que não tenham ficado dúvidas quanto o pagamento e cálculo da GPS em atraso. Caso você tenha alguma pergunta, o espaço de comentários abaixo está aberto para sua participação. Estamos aqui para ajudar e esclarecer todas as dúvidas que vocês podem ter sobre o o pagamento e negociação de GPS.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)