O que é reajuste salarial?

Escrito na categoria "Direitos no emprego" por André M. Coelho.

Às vezes você deve alterar o pagamento de um funcionário para o bem ou mal. Você deve fazer certas coisas para garantir um ajuste suave do salário do funcionário. Antes de alterar os salários de um funcionário, certifique-se de entender os ajustes pagos e como fazê-los, além da legislação vigente sobre o assunto.

O que é reajuste salarial?

Um reajuste salarial é uma mudança na taxa de pagamento de um funcionário. Você pode alterar o salário ou salário de um funcionário.

Normalmente, o ajuste de compensação é um aumento na taxa de pagamento, como quando um funcionário ganha um aumento. Um ajuste salarial também pode ser uma diminuição do pagamento, como uma diminuição salarial ao rebaixar um funcionário ou alterar suas tarefas.

O reajuste para redução pode ser feito mediante acordo com o sindicato da categoria, devido a medidas do Governo, e em situações especiais.

O Reajuste para aumento pode ser realizado a qualquer momento, mas geralmente é feito anualmente de acordo com a categoria profissional.

Razões para fazer uma redução ou aumento de salário

Antes de alterar o pagamento de um funcionário, você precisa fazer uma justificação de ajuste salarial. Razões que você pode fazer um ajuste salarial incluem:

Existem inúmeras razões pelas quais você pode fazer um ajuste de pagamento. Seja qual for o seu motivo para ajustar o pagamento de um funcionário, certifique-se de que esteja bem definido. Você precisa explicar sua razão para o empregado e ter em mente a legislação vigente para não ser processado depois.

Funcionamento do reajuste salarial

O reajuste salarial tem de seguir algumas regras específicas, para que não haja problemas com a justiça trabalhista. (Imagem: Employee Benefits)

Como calcular reajuste salarial?

Os salários de um funcionário não podem ser inferiores ao salário mínimo ou o piso salarial da categoria. O reajuste tem um cálculo fácil. Se é um reajuste de 4%, basta aumentar o salário em 4% da seguinte maneira:

Somar 4% a um salário de R$1000 = R$1040

O reajuste do salário pode ser proporcional ou retroativo, o que pode complicar um pouco o cálculo.

1. Reajuste salarial proporcional

Quando o colaborador entra na empresa após a data base de cálculo do reajuste. Receberá proporcionalmente o aumento pelos meses trabalhados. Neste caso, deve se multiplicar os meses trabalhados pelo valor do reajuste.

No nosso exemplo, suponha que a pessoa trabalhou 3 meses entre a data base para o reajuste e a data atual. Logo, 3 x R$40 = R$120. Este é o valor que a pessoa receberá proporcionalmente.

2. Reajuste salarial retroativo

Aplica-se o reajuste entre a data base e a data do acordo. Aplica-se o mesmo cálculo do reajuste proporcional.

O reajuste pode ser individual, quando apenas uma pessoa tem o salário reajustado, ou coletivo, quando uma categoria inteira entre em acordo para o aumento.

Outras questões sobre o reajuste salarial

Antes de implementar o ajuste da folha de pagamento, você deve falar com o funcionário que ele impacta. Tenha uma conversa privada onde você explica o ajuste de pagamento.

Diga ao funcionário por que você está fazendo a mudança e quão grande a mudança de pagamento é. Explique quaisquer outras alterações que ocorrerão por causa do ajuste, como o funcionário se libertar de salários extras. Deixe o funcionário saber quando a mudança entrar em vigor.

Quando você ajusta o salário de um funcionário, certifique-se de documentar a mudança e por que você a fez. Você deve ter registros de suas decisões salariais de funcionários. Pode ser útil ver como e por que você ajustou o pagamento de um funcionário ao tomar uma decisão sobre o pagamento de outro funcionário. Além disso, é benéfico ter registros no caso de você ser processado ou se o governo investiga sua empresa.

Atualize os salários do funcionário em sua folha de pagamento. Certifique-se de que o ajuste de pagamento seja iniciado no período de pagamento correto. Quando você executa a folha de pagamento, verifique o salário do funcionário para garantir que você tenha feito corretamente as alterações.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário