Engenheiro de cibersegurança, o que faz?

Escrito na categoria "Comportamento profissional" por André M. Coelho.

A rede de computadores de uma empresa nunca pode estar segura demais. A engenharia de segurança digital ou cibersegurança se concentra no design de sistemas de computador que podem lidar com interrupções, como desastres naturais ou ataques cibernéticos maliciosos.

O software defeituoso pode deixar as redes vulneráveis ​​a malware, spyware, adware, phishing e muito mais. Um engenheiro de cibersegurança é alguém que analisa as redes de computadores, garante que elas estejam funcionando com segurança e tenta prever possíveis problemas de segurança que possam surgir no futuro.

O que um engenheiro de cibersegurança faz?

Os engenheiros de cibersegurança são responsáveis ​​por testar e rastrear o software de segurança e monitorar redes e sistemas quanto a violações ou invasões de segurança. Geralmente, eles podem resolver possíveis causas de ameaças à segurança, analisando as coisas da perspectiva da segurança e recomendando aprimoramentos ao gerenciamento.

Como a primeira linha de defesa da empresa contra acesso não autorizado de fontes externas e possíveis ameaças à segurança, os engenheiros de segurança digital têm um trabalho muito importante a fazer. Eles não apenas sabem como identificar possíveis ameaças, como também planejam e preparam-se antes que qualquer ameaça à segurança ocorra.

Eles atuam como uma equipe de segurança multifuncional implementando e testando estratégias, relatando quaisquer incidentes para preparação futura, acompanhando o status da segurança da rede e educando outros funcionários para aumentar a conscientização sobre segurança.

Alguns dos deveres e responsabilidades que os engenheiros de cibersegurança têm:

Funções do engenheiro de cibersegurança

O engenheiro de cibersegurança trabalhará para garantir a proteção de sistema eletrônicos. (Foto: Western Governors University)

Posso ser um engenheiro de segurança digital?

Os engenheiros de segurança têm personalidades distintas. Eles tendem a ser indivíduos investigativos, o que significa que são intelectuais, introspectivos e inquisitivos. Eles são curiosos, metódicos, racionais, analíticos e lógicos. Alguns deles também são empreendedores, o que significa que são aventureiros, ambiciosos, assertivos, extrovertidos, enérgicos, entusiasmados, confiantes e otimistas.

O primeiro passo para escolher uma carreira é garantir que você esteja realmente disposto a se comprometer a seguir a carreira. Você não quer perder seu tempo fazendo algo que não quer.

Ainda não tem certeza se se tornar um engenheiro de segurança é a carreira certa? Faça um teste para descobrir se essa carreira está nos seus melhores jogos. Talvez você esteja bem preparado para se tornar um engenheiro de segurança ou outra carreira semelhante.

Como é o local de trabalho de um engenheiro de cibersegurança?

Os engenheiros de segurança podem trabalhar para uma variedade de empresas e organizações. Eles são responsáveis ​​pela implementação e administração de hardware e software de segurança de rede, aplicando a política de segurança e cumprindo os requisitos de auditorias e recomendações de segurança. Os engenheiros de segurança geralmente trabalham como parte de uma equipe de tecnologia maior e se reportam diretamente à alta gerência. Em uma organização grande, eles geralmente se reportam a um gerente de segurança..

Como se tornar um engenheiro de cibersegurança?

Os empregadores preferem candidatos com pelo menos um diploma de bacharel em áreas como ciência da computação, programação de computadores, engenharia de software, engenharia de sistemas ou sistemas de informação. Alguns cargos exigem certificação e até cinco a dez anos de experiência também.

Os engenheiros de segurança também podem considerar obter um mestrado. Esses programas geralmente oferecem um mestrado em ciências em um campo relacionado a sistemas de informação e oferecem cursos de design, pesquisa e manutenção de sistemas seguros.

Há uma variedade de certificações que os indivíduos podem querer considerar, como:

Os alunos desses programas exploram hacking de software, segurança de rede, computação forense, criptografia, considerações éticas, testes de programas, matemática aplicada e manutenção de sistemas de informação.

O que vocês acham dessa carreira? Já trabalha ou quer trabalhar na área?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário